A importância da saúde física e mental em época de pandemia

Em março de 2020, nossas vidas começaram a mudar rapidamente com a chegada do Covid-19 ao Brasil. Um pesadelo que todos acreditavam que acabaria em poucas semanas, completou um ano.

Além dos cuidados com a higiene, utilizando álcool 70%, e o uso de máscara, a principal medida imposta para prevenção está sendo o distanciamento social, que a cada dia tem se mostrado mais difícil, tendo em vista as necessidades básicas do ser humano, com atividade física, social e de lazer, além das necessidades das empresas, com a atividade econômica e a viabilidade dos negócios.

Por esse motivo, a pandemia trouxe consigo outros problemas como solidão, depressão, obesidade, transtornos mentais e ansiedade, que passaram a ser mais comuns, principalmente entre os jovens.

Para os empreendedores, está sendo um grande motivo de frustração: muitos viram suas empresas construídas do zero, durante uma vida, não sobreviverem aos desafios impostos pela pandemia. O problema afetou diretamente as pessoas, pois muitos perderam seus empregos, e empreendedores que recorreram a empréstimos para salvar os seus negócios, se endividaram, e cada nova onda de fechamento do comércio traz consigo novas dúvidas e incertezas, além de muita ansiedade.

É difícil manter-se otimista em um cenário como esse, ainda mais sem ter uma previsão de quando nossas vidas voltarão ao normal. Pensando nisso, e preocupados com nossos colaboradores, clientes e amigos, desenvolvemos este artigo para abordar algumas alternativas que pensamos para minimizar os impactos da pandemia na saúde física e mental das pessoas.

Aproveite para ler: Coronavírus: Como manter sua empresa ativa em momentos de crise

O que tem funcionado para nós:

Redesenhando a rotina

Se você tem uma rotina bem estruturada, fica mais fácil ter disciplina para manter a saúde física. Praticar esportes ao ar livre é uma ótima alternativa para manter o corpo e a mente saudáveis, pois além do exercício, consideramos a importância de tomar sol. Nada melhor que uma boa caminhada.

A atividade física, além de melhorar a qualidade do sono, proporciona bem-estar e alivia o estresse. Isto influencia positivamente o humor, disposição, aprendizado, sistema imunológico, saúde mental e emocional, entre vários outros benefícios mostrados em diversos artigos e estudos ao redor do mundo como o da revista The Guardian e The Lancet Psychiatry.

Novas atividades

Fazer uma atividade diferente pode nos trazer mais motivação, como desenvolver uma habilidade, ou tocar um instrumento musical. Consideramos a importância do desenvolvimento pessoal e de novos hobbies, através de cursos na internet. Aproveite para fazer bom uso do tempo livre, aprender algo diferente, ou qualquer coisa que te motive.

Reeducação alimentar

O delivery sempre foi uma opção fácil, rápida e prática e, agora com a pandemia, a demanda aumentou ainda mais. Não é preciso abdicar de suas comidas favoritas, mas sim priorizar as saudáveis. É sempre bom ter o acompanhamento de um nutricionista para criar uma dieta adaptada aos seus gostos e necessidades. Se alimentar bem, além de ajudar na imunidade e na perda de peso, traz maior satisfação e bem estar.

Evite descontar na comida

De acordo com a OMS, o Brasil é o país com o maior índice de depressão na América Latina e o mais ansioso do mundo, e muitas pessoas descarregam esses sentimentos na comida e cometem exageros. Isso fica nítido com o aumento dos índices de obesidade, principalmente entre as crianças.

Autocuidado

Novamente, estabeleça uma rotina, reserve um tempo para si, para descansar ou fazer algo relaxante e que deixe seu dia mais leve. É um bom período para reflexão e autoconhecimento.

Também é importante ter uma boa noite de sono: já foi comprovado por diversos estudos, como o do Journal of Child Psychology and Psychiatry, que um sono desregulado tem relação direta com desequilíbrio emocional, além de potencializar os efeitos de distúrbios psiquiátricos, prejudicar o humor, aprendizado e a memória.

Detox digital

É importante manter-se informado sobre o que acontece no país, medidas restritivas, decretos governamentais e os impactos da pandemia, mas procure absorver apenas o essencial. Desconectar um pouco das notícias e do celular pode ajudar muito. Não se sobrecarregue com notícias ruins, pois só vão servir para aumentar a angústia, o estresse e a ansiedade.

Converse

É normal e compreensível sentir-se esgotado, estar com medo do vírus, sentir saudades da vida normal e perder a motivação em meio a uma crise na saúde e economia, mas lembre-se que você não está sozinho, e todos estamos passando pela mesma situação.

Mantenha um contato diário com a família e amigos, mesmo que à distância. Considere fazer terapia, não há vergonha alguma em pedir ajuda!

Não é difícil perceber que a saúde física está interligada com a saúde mental, já que a ansiedade e o estresse levam aos maus hábitos de consumo, e uma má alimentação. A falta de sono e de exercícios leva ao mau funcionamento dos processos químicos do cérebro e do corpo, como se fosse um looping. Cuidar da mente é cuidar do corpo, e vice-versa.

É difícil encontrar oportunidades em meio a tantos desafios, mas mantendo a saúde física e mental a probabilidade aumenta. Tente não perder a esperança. Busque ser otimista e enxergar as coisas por uma nova perspectiva. Exercite a empatia e o afeto pelo outros. Esse pesadelo é passageiro e, quando acabar, vamos sair muito mais fortes, resilientes e com novos aprendizados. Talvez a gente ainda leve alguns bons hábitos criados durante a pandemia para vida.

Aproveite para ler: COVID-19 – Conheça as medidas trabalhistas para manutenção de empregos e COVID-19 – Conheça as medidas tributárias promovidas pelo Governo para auxílio às empresas

Leave A Comment